Dra Ligia Cattai

Médica Neurofisiologista • Eletroneuromiografia
CRM PR 27869

Aplicação da Toxina Botulínica

BOTOX ®

DYSPORT ®

A aplicação da toxina botulínica com finalidade terapêutica começou há mais ou menos 20 anos. Outros estudos se seguiram e, em 1989, foi publicado um trabalho mostrando que ela podia ser usada no tratamento dos distúrbios de movimento, especificamente nos casos de espasticidade (sequela de lesões do sistema nervoso central que provoca descontrole do tônus muscular tendendo à rigidez e à dificuldade de movimentos). Caracteristicamente, esse problema ocorre após traumatismo craniano, lesões medulares ou congênitas, como no caso da paralisia cerebral.

Como consequência da lesão, surge distúrbio do tônus muscular. O músculo se torna muito contraído, o que provoca alteração dos movimentos e da postura. A toxina age anulando a contração dos músculos a fim de que eles relaxem.

Como funciona a toxina botulínica?

Geralmente as contrações dos músculos ocorrem quando é liberada pelos nervos uma substância chamada Acetilcolina. Em algumas doenças a acetilcolina é liberada em excesso, causando hiperestimulação muscular e, como resultado, espasmos e rigidez musculares. As injeções de toxina botulínica ajudam, então, a relaxar as fibras musculares e melhorara a qualidade de vida e desempenho funcional do paciente.

Após a injeção, em quanto tempo a toxina botulínica começa a fazer efeito?

A toxina botulínica do tipo A deverá começas a fazer efeito em 2 a 3 dias após a injeção e alcança seu efeito máximo em até 2 semanas após a injeção. Importante lembrar que em geral, o portador de espaticidade precisa de um programa de atividades físicas e de acompanhamento terapêutico simultaneamente.

Quem deve fazer a aplicação de toxina botulínica?

A aplicação de toxina botulínica é um procedimento que só pode ser realizado por médicos treinados. Exige precisão e conhecimento profundo de anatomia para que seja aplicada nos músculos e doses corretas.

Como é a aplicação?

A técnica de aplicação foi sendo aprimorada no decorrer dos anos. Hoje, está bem estabelecida e funciona adequadamente. A toxina botulínica vem em frascos e, depois de diluída em soro fisiológico, é aspirada numa seringa e aplicada no músculo do paciente através de uma agulha bem fininha em braços, pernas, tronco e também na face.

Obs: Não fazemos tratamentos estéticos.

Meu convênio cobre as aplicações de toxina botulínica?

Segundo normatização da Agência Nacional de Saúde Suplementar, o procedimento de aplicação de toxina botulínica deve ser coberto por todos os planos de saúde regulamentados: http://bit.ly/1vT21iQ

INDICAÇÕES

  • Sequelas de Lesões Encefálicas: ela é utilizada para tratar as sequelas de lesões do sistema nervoso central. Atualmente, as mais comuns são as provocadas por lesões encefálicas adquiridas por causa de traumatismos de crânio e pelas provocadas por derrames cerebrais e paralisia cerebral.
  • Lesões Medulares: por fratura, acidentes motociclísticos, automobolísticos ou por arma de fogo.
  • Esclerose Múltipla.
  • Distonias e Tiques Nervosos: espasmos musculares faciais basicamente na região dos olhos (piscamentos) ou da boca (repuxamentos). Movimento involuntários do corpo.
img01img01